Nelsinho fecha prova em segundo na Truck Series

Ex-piloto da Renault na F-1 obtém melhor resultado de um brasileiro em uma corrida da Nascar, ao chegar logo atrás de Kyle Busch

Nelsinho: segunda colocação em Nashville

Em seu novo caminho no automobilismo, Nelsinho Piquet vem colhendo seus primeiros frutos: na etapa desta sexta-feira da Nascar Truck Series em Nashville, o ex-piloto da Renault na F-1 terminou em segundo lugar.

Este foi o melhor resultado de um brasileiro no campeonato, após largar em quarto lugar na sua estreia na pista oval norte-americana. "Estou muito feliz! Tivemos um começo de ano complicado, mas sabia que os resultados viriam", comentou Piquet, visivelmente emocionado.
 
O filho do tricampeão mundial terminou a prova atrás apenas de Kyle Busch, que dominou o fim de semana e corre normalmente na divisão principal da Nascar, a Sprint Cup. "Na verdade, minha temporada começou agora. Espero continuar andando neste nível pelo resto da temporada", comemorou, em seu site oficial.
 
"Mais que conquistar a segunda posição, esta corrida valeu muito pelo aprendizado. É muito importante aprender diferentes habilidades, pois é um tipo de corrida diferente para os monopostos e para mostrar maturidade. A equipe foi capaz de saber o que podia fazer e confiou em mim."
 
Em entrevista ao programa "Fórmula Jovem Pan", da Rádio Jovem Pan, o brasileiro considerou a segunda posição como um alívio e disse que o resultado serve para mostrar aos outros brasileiros que existe vida fora da F-1. 
 
"Foi um resultado bom. Um alívio, pois tivemos um começo de ano não tão legal, com problemas de motor, azar, batidas que não consegui desviar, uma série de coisas que não me permitiram marcar muitos pontos nas quatro primeiras corridas"
 
"A equipe entrou com quatro caminhões e fui o melhor; terminei a corrida na frente e isso foi bom para ter mais moral na equipe. Estou aprendendo, tenho talento e a equipe precisa acreditar. Os americanos não acreditam muito nos estrangeiros, é difícil qualquer piloto de fora, formado, chegar e andar bem"
 
"Isso serve também para mostrsar aos brasileiros que é um caminho viável para os que não foram para a F-1. A Nascar é uma opção, sim. Nunca comemorei um segundo lugar como ontem. Foi um final muito legal, emocionante, relarguei em quarto a duas voltas para o fim e briguei até a última curva, chegando em segundo"
 
Por enquanto, Nelsinho é o único ex-F-1 na Truck Series, mas isso mudará daqui um mês, ou duas etapas: no dia 20 de maio, na corrida de Charlotte, o finlandês Kimi Raikkonen, campeão da F-1 em 2007 e atualmente no Mundial de Rali, será parceiro de Busch.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias