Newey reconhece frustração com RB8 no início da temporada

Projetista da Red Bull diz que a equipe não entendia por que o carro tinha flashes de ritmo até o GP da Europa

O projetista da Red Bull, Adrian Newey, terminou o ano sendo apontado como um dos grandes responsáveis pela virada de Sebastian Vettel em cima de Fernando Alonso na segunda metade do campeonato.

Porém, o engenheiro admite que se sentiu muito frustrado na primeira metade da temporada, quando não conseguia entender por que o carro às vezes dominava o pelotão e, em outras, sumia do mapa.

“O carro tinha flashes de ritmo. Sebastian venceu no Bahrein, Mark ganhou em Mônaco. Mas não tínhamos o nível de consistência que queríamos, e como engenheiro isso é muito frustrante porque a verdade é que não entediamos o carro e o que estava acontecendo.”

Foram dois os momentos apontados por Newey como decisivos. No GP da Europa, a Red Bull deu um passo adiante que permitiu a Vettel ter a corrida mais dominante de um piloto na temporada até então – ao menos até um problema no alternador tirá-lo da corrida. E no GP de Cingapura, o carro melhorou a ponto de permitir que o alemão engatasse uma sequência de quatro vitórias, algo raro em um ano no qual nenhum piloto ganhou ao menos duas seguidas.

“Demos um passo em Valência e outro em Cingapura, que nos deu aquela sequência em que Sebastian venceu quatro em sequência, o que realmente nos colocou em posição de lutar pelo título.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias