No dia do aniversário, Alonso prevê Ferrari na briga em Hungaroring

Bicampeão acredita que equipes devam usar uma estrategia de três paradas, comparando pista húngara a Mônaco

Fernando Alonso, aniversariante do dia, em Hungaroring

Trintão, Fernando Alonso deu boas declarações nesta sexta-feira em Hungaroring. Animado com a fase atual, o asturiano afirma que nunca se sentiu tão bem e fala que pretende cumprir seu contrato com a Ferrari até o fim, quando terá 35 anos de idade.

"Tenho que me sentir bem fisica e mentalmente para seguir o meu contrato até o fim, em 2016. Se tiver condições, seguirei. Se sentir que estou cansado e que não vou render 100%, é melhor ir para casa", afirma.
 
O asturiano também comenta o resultado dos treinos livres desta sexta-feira, quando foi o segundo colocado, dizendo que a Ferrari está na briga.
 
"Encaramos os finais de semana como os dois últimos, sabendo que na classificação estaremos entre os cinco primeiros, mas podendo ser segundo, quarto, primeiro, terceiro. Não está claro quem vai lutar pela pole e, na corrida, estarei com eles como em Nürburgring."
 
Por fim, o asturiano também analisou os pneus levados pela Pirelli e acredita que estratégias como a usada por Jenson Button em Mônaco só acontecerão se a corrida sofrer intervenções.
 
"Em Mônaco, quando usamos esses pneus, a estrategia mais rápida era a de Button, sem safety car, com três paradas. Mas lá eram 250 km e aqui são 300 km, por isso creio que entre três e quatro paradas será a tendência das equipes", completa.
 
(Colaborou Felipe Motta, de Hungaroring)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias