Novato espanhol garante ter direito à vaga da Caterham

Depois de participar de três sessões de treinos livres no ano, Roberto Merhi diz que tem contrato com o time

O espanhol Roberto Merhi garantiu que a segunda vaga na Caterham para o GP de Abu Dhabi é, legalmente, sua. O pai do piloto da World Series explicou que o contrato firmado com a equipe, que não participou dos GPs dos EUA e do Brasil, mas retornará ao grid na próxima etapa, determina que, caso um dos pilotos titulares não possam correr, é Roberto que deve ocupar o cockpit.

[publicidade] Até o momento, a Caterham confirmou apenas a presença de Kamui Kobayashi, e deixou a segunda vaga em aberto. O piloto titular do time, Marcus Ericsson, rompeu seu contrato na semana passada, após ter acertado sua ida à Sauber para a próxima temporada.

Merhi não tem nenhum GP de Fórmula 1 no currículo, mas participou, pela Caterham, de sessões de treinos livres na Itália, Japão e Rússia. “Eles devem saber o que está acontecendo,  porque temos um contrato que diz que se algum dos pilotos principais não puder correr, Roberto deve pilotar”, disse o pai do espanhol, também chamado Roberto Merhi, à Autosport, referindo-se aos administradores da Caterham, que assumiram o controle da empresa após o início do processo de insolvência.

“Eles estão em concordata, mas isso não significa que as coisas têm de mudar. Concordata serve para as pessoas serem pagas, mas não muda a atividade, ou não deveria. Se há um contrato, eles têm de obedecer.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias