Nunca tive tantas chances de título na Ferrari, diz Alonso

“Não somos os mais rápidos, mas temos pessoas fantásticas na estratégia, pit stops fantásticos, largadas, pouca degradação"

Fernando Alonso pode estar a 17 pontos do líder Sebastian Vettel no mundial de pilotos e estar lutando contra dois rivais de extrema consistência até aqui: o alemão não sabe o que é chegar abaixo do quarto lugar e o vice-líder, Kimi Raikkonen, tem quatro pódios em cinco etapas, mas ainda assim acredita que nunca teve uma chance tão clara de ser campeão pela Ferrari quanto nesta temporada.

“Das três corridas que fizemos sem problemas, ganhamos duas e fomos segundos em uma”, lembra o espanhol. “Isso mostra que, se não tivermos contratempos, largarmos de uma boa posição, tivermos uma boa largada e uma boa estratégia, o pódio está quase ao alcance das mãos e é isso que temos de fazer.”

As vitórias na Espanha e na China fizeram com que Alonso se tornasse o quarto piloto com maior número de vitórias na história da F-1. Perguntado sobre a possibilidade de chegar no número de vitórias de Ayrton Senna, próximo da lista, Alonso desconversou. O espanhol está a nove triunfos de igualar a marca do brasileiro. “Não sei [se alcançarei]. Ficaria feliz se terminar em segundo em todas as corridas e ganhar mais campeonatos.”

Falando em título, Alonso lamentou a chance perdida em 2010, mas se mostrou confiante para este ano. “Acredito que deveríamos ter vencido em 2010. Chegamos em Abu Dhabi com sete ou nove pontos de vantagem para Sebastian [15]. Perdemos, mas não dá para mudar isso agora. Ano passado talvez não merecêssemos porque o carro era um segundo mais lento mas, mesmo assim, lutamos até a corrida do Brasil”, lembrou o bicampeão, que conquistou dos vices e um quarto lugar nos três primeiros anos de Ferrari.

“Não somos os mais rápidos, mas temos pessoas fantásticas na estratégia, pit stops fantásticos, largadas, pouca degradação. São muitos ingredientes necessários para lutar pelo campeonato. Nos quatro anos de Ferrari, este é o ano em que nos sentimos mais confiantes, mas ainda não estamos felizes com a performance do carro e queremos um plano agressivo de desenvolvimento para as próximas corridas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias