"O carro está completamente desequilibrado", reclama Massa

Após ser 14º nos treinos livres e ver o companheiro no top 3, brasileiro busca solucionar problemas

Durante toda a temporada, os companheiros de Williams Felipe Massa e Valtteri Bottas andaram sempre muito perto um do outro. Porém, após os primeiros treinos livres para o GP do Japão, o brasileiro foi apenas o 14ª, enquanto o finlandês se colocou em terceiro.

Segundo Massa, a única explicação é um problema em seu carro. “Foi uma sexta-feira difícil só para o meu lado, porque o meu companheiro teve um excelente dia, um tempo forte, um carro competitivo, enquanto meu carro teve algum problema que temos de tentar entender qual é. Algo não está funcionando da maneira certa. Espero que consigamos achar esse problema até amanhã de manhã”, afirmou ao TotalRace.

Massa refere-se ao treino das 23h desta sexta-feira pelo horário de Brasília, última oportunidade de acertar os carros antes da classificação, que acontece às 2h da madrugada.

[publicidade] “O carro está completamente desequilibrado, não sinto aderência nenhuma. Mesmo quando eu coloquei os pneus mais macios, não consegui melhorar em nada meu tempo. Há algum problema no carro porque ele não está com a carga aerodinâmica suficiente para uma pista como esta – e aqui isso se sente de maneira ainda mais forte pelas características do traçado.”

Ver o companheiro em terceiro lugar nos treinos livres e andando bem serve como alento para Massa e prova de que há algo de errado com seu carro. “O fato dele ter ido bem quer dizer que tem algum problema no meu lado. É uma pista em que não esperava sofrer, então o que aconteceu hoje significa que tem alguma coisa que não está funcionando como deveria no carro.”

O brasileiro também se mostrou preocupado com a previsão da chegada de um tufão para o domingo. Para Massa, o ideal seria que a Federação Internacional decidisse por antecipar a prova, pois a tendência é que a chuva e os ventos aumentem ao longo do dia, o que impossibilitaria a realização da prova.

“Se a previsão diz que vai vir o tufão, tem de antecipar a prova. Se a gente esperar o momento da corrida e o tufão passar por aqui, será impossível fazer a corrida – e talvez nem segunda, porque ele continuaria aqui. Então tem que achar o caminho para fazer com que a corrida aconteça.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias