Organizadores do GP do México não garantem prova por longo período

Mesmo com as vendas dos ingressos, que foram praticamente esgotados em minutos, não há garantia da prova por um longo prazo

O GP do México volta para o calendário da Fórmula 1 nesta temporada, após 23 anos de ausência. Os ingressos para a prova foram vendidos em questão de minutos e mesmo assim, os organizadores do evento não garantem prova por um longo período.

São esperadas 300 mil pessoas durante o final de semana da corrida, que para os padrões de médias de público da categoria, é um número muito bom. Entretanto, Federico Gonzalez, Diretor geral do GP mexicano afirma que esse número é empolgação do público, que não vê uma corrida de F1 em seu país há muito tempo e que não pode garantir que esse sucesso seja por muitos anos.

“Há várias razões para que este ano seja um sucesso: não tivemos uma corrida aqui por 23 anos, então isso ajuda. Nós temos uma população de 20 milhões na cidade, o que também ajuda. E os preços são razoáveis, o que é chamativo. Ou seja, muitas coisas que facilitam”, disse.

Gonzalez crê que o maior desafio é manter essa empolgação do público: “o verdadeiro desafio é manter esse espírito dos fãs que vão sempre para as corridas. O primeiro evento é sempre uma felicidade. O desafio virá ao longo dos anos seguintes”, acredita.

O GP do México está marcado para o lendário autórdromo de Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, entre os dias 30 de outubro e 1º de novembro.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do México
Pista Autodromo Hermanos Rodriguez
Pilotos Sergio Perez , Esteban Gutierrez
Equipes Ferrari , Force India
Tipo de artigo Últimas notícias