Os rivais vão chegar na Mercedes, acredita Hamilton

Inglês, que correrá na Malásia com mesmo motor que teve problemas na Austrália, quer aproveitar chances

Lewis Hamilton busca sua primeira vitória no GP da Malásia, depois de sete tentativas frustradas, e reconhece ter sua melhor chance de superar os rivais no circuito de Sepang, a bordo do carro que venceu a etapa de abertura da temporada, na Austrália, com folga. Mas o piloto da Mercedes alerta: talvez essa vantagem toda não dure muito tempo.

“Tive alguns bons resultados, mas ainda não venci. Este é meu objetivo aqui. Talvez este seja o ano em que tenho o melhor carro para fazê-lo, então tomara que tenhamos a chance de capitalizar”, salientou aos jornalistas em Kuala Lampur, em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

“Todos vão melhorar e a tendência é que cheguem no nosso nível ao longo do ano. O que temos de fazer é capitalizar em todas as corridas. Era o que estava tentando fazer na última, mas também temos de nos certificar que não tenhamos mais problemas de confiabilidade. E, neste final de semana, isso será colocado à prova em seu máximo devido ao calor.”

Falando em confiabilidade, um problema no motor, que perdeu um dos cilindros em Melbourne, tirou o inglês da corrida da Austrália. Porém, a equipe decidiu reutilizar a mesma unidade em Sepang, como revelou o piloto.

Com o problema, Hamilton ainda não teve o gosto de provar o tamanho do domínio da Mercedes, mas viu seu companheiro Nico Rosberg vencer na Austrália com mais de 20s de vantagem.

“Não sei exatamente qual era a vantagem em termos de tempo de volta, mas tínhamos uma liderança de mais de 20s, o que foi impressionante. Mas, por outro lado, era o que Sebastian tinha ano passado e, na Austrália, ele nem correu. Então temos de ver o que acontece nas próximas corridas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias