Otimista, Renault quer “surfar na onda de Spa” na Itália

Depois de uma boa apresentação na Bélgica, diretor de operações da marca francesa ignora possíveis punições em Monza

Mesmo podendo sofrer penalizações no grid do GP da Itália por trocar os motores de seus carros, a Renault chega ao histórico circuito de Monza otimista com o desempenho apresentado no último GP da Bélgica.

Em Spa-Francorchamps, pista de natureza similar, a montadora conseguiu apresentar bom rendimento, colocando Daniel Ricciardo em quarto no grid e Daniil Kvyat em quarto na corrida.

"Do ponto de vista do desempenho, o GP da Bélgica foi positivo para nós", disse o diretor de operações da Renault, Remi Taffin.

"O uso do motor foi muito melhor do que o que tínhamos visto em outros circuitos de alta velocidade. O desempenho foi melhorado e as unidades de potência funcionaram bem, especialmente com a configuração de baixo downforce.”

"Esperamos continuar surfando na onda Spa em Monza. Continua a ser o circuito mais difícil do ano para as unidades de potência, mas estamos confiantes de que a especificação mais recente do motor possa funcionar bem.”

"Ela será usada por todos os pilotos. Deveremos ser capazes conseguir um bom desempenho em Monza.”

"Poderemos ir a Monza com a cabeça erguida sabendo que competiremos ombro a ombro com o resto do grid."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Equipes Red Bull Racing , Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags renault