Otimista, Ricciardo coloca pódio como meta na Bélgica

Piloto acredita que vitória só será possível com “mão amiga”, mas entende que RB11 fez bons progressos em Spa

O australiano Daniel Ricciardo e seu companheiro de equipe, o russo Daniil Kvyat, foram os adversários mais próximos da Mercedes na segunda sessão de treinos livres de hoje na Bélgica, terminando em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Ricciardo foi o único a ficar a menos de um segundo do tempo de Rosberg, a exceção de Lewis Hamilton.

Animado, Daniel espera que a classificação seja próxima. Para ele, um lugar no pódio é um pensamento realista para o domingo.

"Amanhã vai ser um treino apertado, mas para ganhar acho que vamos precisar de uma mão amiga de novo", disse Ricciardo, que ganhou o GP da Bélgica no ano passado após as Mercedes se tocarem nas primeiras voltas.

"Um pódio seria bom. Vamos ver como vai ser amanhã. Acho que nós vamos chegar mais perto. É bom quando você se vê perto. Se você colocar uma volta perfeita, sabe que um décimo pode te fazer subir duas ou três posições. É divertido."

Progresso no chassi

O desempenho de hoje vem após Ricciardo e Kvyat terem seu melhor resultado da temporada, na Hungria, onde terminaram em terceiro e segundo lugares, respectivamente.

Terceiro colocado no campeonato do ano passado, Ricciardo disse que o bom rendimento do time mostra que a equipe finalmente conseguiu solucionar os problemas aerodinâmicos do carro.

"Vamos ver amanhã. Acho que se nós ficarmos mais ou menos onde estamos, entre os cinco primeiros, mostrará que estamos começando realmente a entender o carro um pouco mais.”

"Eu diria que neste ano temos um chassis mais difícil de equilibrar, mas parece que agora estamos começando a melhorá-lo. Você pode ver que o chassi é forte e o carro é bom."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias