Para Alonso, "chatice" de corridas na Espanha não existe mais

Espanhol se baseia em números que mostram aumento considerável das ultrapassagens com advento de Kers, DRS e Pirelli

Fernando Alonso

Principal estrela do fim de semana na Espanha, Fernando Alonso acredita que a corrida deste domingo será um grande espetáculo repleto de disputas.

Para embasar sua teoria, o asturiano da Ferrari utilizou uma estatística que mostra o aumento considerável das ultrapassagens em 2011 por conta das novidades no regulamento, como o Kers, a asa móvel e os pneus Pirelli.
 
"Acredito que será parecido com o ano passado. Vimos uma média de quatro a cinco ultrapassagens nos últimos nove anos, mas no ano passado aconteceram 57!", destaca o bicampeão mundial em 2005 e 2006.
 
Por fim, outra prova que derruba a ideia de que o GP da Espanha será chato é, na opinião de Alonso, a diminuição da importância da pole position: "Na filosofia do circuito no passado, a pole era 60% da vitória, mas não é mais o caso, ela não é crucial aqui."

Alonso acredita que a corrida deve ser difícil do ponto de vista da degradação, mas movimentada. “Acho que será parecido com o ano passado. A corrida deste ano será similar por causa da degradação, a DRS e o Kers. Com todas as possibilidades que temos agora, assim como ano passado, certamente veremos mais ultrapassagens. Isso também muda um pouco a filosofia desse circuito.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias