Para Barrichello, Vettel não tem motivos para se sentir pressionado

Brasileiro acredita que alemão tem força mental suficiente para administrar a vantagem no campeonato; Button e Alonso concordam

Em 2009, Barrichello e o próprio Vettel recortaram a distância para o líder Button

São 85 pontos para o rival mais próximo. Em outras palavras, Sebastian Vettel poderia estender suas férias de agosto até o GP do Japão, no início de outubro, e seguiria líder do campeonato, ainda que um mesmo piloto vencesse em Spa, Monza e Cingapura.

Tendo isso em vista, Rubens Barrichello não acredita que, mesmo fora do lugar mais alto do pódio nas últimas três provas, Sebastian Vettel tenha muito com o que se preocupar.

“Acho que a vantagem dele é tão grande que não chega a ter esse momento de questionamento. Às vezes, quando você tem uma vantagem muito grande durante uma prova, tem problemas até de concentração. É a mesma coisa”, afirmou ao TotalRace

O brasileiro viveu isso na Brawn, quando conseguiu se aproximar do companheiro Jenson Button na segunda metade do campeonato de 2009. Na oportunidade, o inglês passou o segundo semestre todo sem vencer uma prova sequer, após uma grande primeira fase da temporada.

“Se tem uma vantagem muito grande no campeonato, pode pensar 'será que tenho de arriscar tanto?'. Nossa mente é muito poderosa. Então quando você começa a fazer muitas perguntas, o resultado não é muito positivo.”

No entanto, o piloto da Williams não vê isso acontecendo com o alemão.

“Mas eu acredito que o Vettel é tão bom nisso, já tendo vivido situações difíceis, que não deve estar passando por isso.”

O próprio Button afirmou, em entrevista ao TotalRace na Hungria, que Vettel não tem motivos para se sentir ameaçado.

“É uma situação muito diferente em relação ao que aconteceu comigo. Não acho que ele vai sentir muito a pressão. Acho que você não sente tanto quando já é campeão e tem tamanha vantagem. Não será fácil para Vettel ganhar corridas consistentemente até o final do ano. Mas, ainda assim, ele tem uma grande folga, muito maior do que eu tinha. É uma ótima posição para se estar.”

O inglês ainda destacou a competitividade da Red Bull. Mesmo sem vencer, Vettel tem permanecido no pódio, algo que não aconteceu com a Brawn em 2009.

“Eles têm os recursos, o poder, o pessoal, o conhecimento para assegurar que a Red Bull continuará sendo um grande carro durante a temporada.”

Fernando Alonso é outro que não vê o desempenho de Vettel caindo nesta segunda metade da temporada. O espanhol conquistou seus dois títulos administrando uma grande vantagem obtida na primeira metade do ano.

“Se eu fosse ele não estaria nem um pouco nervoso. Ele só precisa fazer quartos lugares até o fim do ano para ser campeão. Creio que, se estivesse no lugar dele, não estaria preocupado. Hamilton tampouco estaria", comenta. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button , Rubens Barrichello , Fernando Alonso , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias