Para Berger, Vettel parece mais com Senna que com Schumacher

"Em sua capacidade de colocar o carro na pole no último segundo, ele me lembra mais Ayrton Senna", diz austríaco

Gerhard Berger e Sebastian Vettel no pódio do GP da Itália de 2008

Em entrevista à revista austríaca Auto Touring, Gerhard Berger disse que Sebastian Vettel lembra mais Ayrton Senna que Michael Schumacher.

Ao receber um pedido para comparar o atual bicampeão com Michael Schumacher, o ex-piloto das equipes Arrows, Benetton, Ferrari e McLaren afirmou que os dois têm mais diferenças que semelhanças.
 
"Sebastian é um garoto inteligente, que logo entendeu que não basta pisar no acelerador, é preciso também desenvolver e acertar o carro, entender o desenrolar de uma corrida e estar na melhor forma física possível", analisa. 
 
"Ele tem pouco em comum com Schumacher. É relaxado, simpático, tem um humor direto. Em sua capacidade de colocar o carro na pole no último segundo, ele me lembra mais Ayrton Senna. Fica claro que Vettel é diferente", continua.
 
Sobre suas apostas para a temporada deste ano, Berger, que já foi co-proprietário da Toro Rosso, time que deu a Vettel sua primeira vitória na categoria, não tem dúvidas: o piloto da Red Bull é o franco favorito até os carros largarem para a primeira prova em Melbourne, por conta do "conjunto da obra".
 
"No papel é muito claro: a Red Bull com Sebastian Vettel [é a favorita]. Eles conseguiram montar um grupo com pessoas excelentes, com Adrian Newey no topo. Ele é um gênio, o melhor engenheiro que existe", elogia Berger.
 
"Esse grupo faz um trabalho melhor que o da concorrência e, enquanto permanecerem juntos, serão imbatíveis. Por outro lado, sempre que alguém pensa assim, acontece na Fórmula 1 o momento da surpresa. Basta voltarmos três anos no tempo, quando Ross Brawn teve a ideia de um assoalho revolucionário e Jenson Button foi o campeão", completa.
 
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias