Para Bernie, queda de Alonso demonstra procura por outro time

Dirigente relacionou perda de rendimento do piloto espanhol no segundo semestre com vontade de sair da Ferrari

A queda de rendimento de Fernando Alonso na segunda metade de 2013 não foi por culpa exclusiva da Ferrari, segundo o chefão da F1 Bernie Ecclestone. Para o executivo, o espanhol relaxou no final, o que seria um indício de que ele estaria planejando sua saída do time italiano.

“Fiquei um pouco decepcionado com Fernando, pois sou um grande defensor dele e da Ferrari”, escreveu Bernie em livro oficial da categoria. “Na minha opinião, ele deu uma desistida no final do ano, o que prova que andou procurando outra equipe”, raciocinou.

Na opinião de Ecclestone, Alonso merecia um carro melhor, pelo talento que tem. “Eu não sei se o time não é competitivo por causa dele ou por causa das outras pessoas, que não estaria fazendo um bom trabalho. Mas certamente ele merece um carro capaz de vencer corridas. Se será na Ferrari ou não, eu não sei”, completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias