Para Button, estratégia diferenciada era a única chance da McLaren

Equipe foi a única a fazer apenas duas paradas, com seus dois carros. Tática funcionou para Button, que foi o quinto

Jenson Button conduz sua McLaren em Xangai

De todos os carros que completaram a prova, apenas dois fizeram menos de três paradas: as duas McLaren, de Jenson Button e Sergio Pérez que foram aos boxes apenas duas vezes. Segundo o inglês, quinto colocado hoje, essa era a única maneira de tentar competir com os adversários mais fortes.

“Não éramos rápidos o suficiente para adotar três paradas como os outros, então tivemos que dar mais voltas com os pneus e fazer duas paradas apenas. Essa era a nossa melhor estratégia”, garantiu Button. “Para fazer essa estratégia funcionar, tive que deixar sempre os outros passarem por mim, para proteger os pneus. Se eu fosse para a briga, eles iriam acabar rapidamente”, explicou.

“Não é a melhor maneira de correr, mas conseguimos 10 pontos. Temos muito trabalho pela frente ainda, mas há muita coisa positiva para retirarmos desse final de semana”, concluiu.

A mesma estratégia não funcionou tão bem para Sergio Pérez, que chegou na 11º posição, ficando sem pontuar. “Foi um dia difícil para mim, há muito o que aprender. Não foi o meu melhor fim de semana em termos de ritmo e tenho muito trabalho a fazer. Parabéns ao Button, que fez uma grande corrida e fez a estratégia funcionar. Para mim parecia que iria funcionar no começo, mas tive muito problema com degradação”, explicou o mexicano.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Jenson Button , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias