Para consultor, negócio entre Toro Rosso e Renault não afeta Red Bull

Helmut Marko vê comprometimento e interesse da Renault na F-1 e crê que isso ajudará seus times

Com um início de campeonato difícil, a Red Bull cobra da Renault um bom desenvolvimento de seu motor o mais cedo possível. Porém, uma briga que era pública até o GP da Malásia pode vir a se tornar uma poderosa aliança se a montadora francesa confirmar seu interesse em adquirir a Toro Rosso. Segundo o consultor da Red Bull na F-1, Helmut Marko, o carro de sua equipe filial poderá contar com a cor amarela da Renault em breve.

[publicidade]"A Renault está gastando muito dinheiro nesta unidade de potência - não tanto quanto a Mercedes, mas uma quantidade significativa. Mas estão confrontados com os mesmos problemas que nós [Red Bull] temos: o seu envolvimento na F-1 tem dar certo", disse Marko ao site da F-1.

"Adicione a isso que a Renault se sente sub-representada na área de marketing, então há considerações de comprar a Toro Rosso, ou mais provavelmente dar a eles uma uma cor amarela para ter uma melhor plataforma de marketing. Mas é claro que os números têm de corresponder."

Perguntado sobre como essa mudança poderá afetar a equipe Red Bull, o consultor da marca de energéticos não acredita que uma possa interferir na outra.

"Esse cenário só decolaria se a estreita relação entre a Red Bull Racing e a Toro Rosso permanecer intacta, dentro das regras.”

"A estrutura da Red Bull Racing é muito maior, o equipamento da equipe é mais sofisticado. Então, sem o know-how da Red Bull Racing a Toro Rosso seria ferida em sua competitividade. Então, como eu disse, há uma estreita interação de ambas as equipes. E isso é fundamental para um cenário como esse."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias