Para despistar Maldonado, Massa escondeu do agente contato com Williams

A pedido da equipe inglesa, brasileiro escondeu a conversação de Nicolas Todt, mesmo empresário do venezuelano

Na recente entrevista coletiva que Felipe Massa concedeu em São Paulo, o piloto brasileiro revelou que negociou sua ida para a Williams sozinho, sem a participação de seu empresário Nicolas Todt, filho do presidente da FIA, Jean Todt.

Isto porque Nicolas empresaria também o venezuelano Pastor Maldonado e a equipe inglesa não queria, no começo das negociações, que Maldonado soubesse que o time já estava procurando seu substituto. “Decidi (a ida para a Williams) meio que sozinho, pois meu empresário é o mesmo do Maldonado”, disse Massa, revelando que isto ocorreu por iniciativa do time inglês.

“A própria Williams preferiu falar comigo direto, até porque ela já estava negociando com o Nicolas a saída do Maldonado, que não queria continuar. Comecei a conversar sozinho a partir da corrida do Japão e acertei muito rápido. Mas tudo dependia da saída do Pastor e isso demorou um pouco”, contou.

Mesmo assim, Massa garante que a negociação acabou sendo boa também para Nicolas Todt. “Acho que acabou dando certo, foi uma boa saída para o Pastor e eu enxerguei uma boa oportunidade na Williams. Foi sem o meu empresário, mas acabou sendo vantajoso também para ele”, explicou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa , Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias