Para diretor da Ferrari, desempenho em Melbourne não foi aceitável

Alonso chegou 35 segundos atrás de Rosberg e Raikkonen teve ritmo semelhante à dupla da Toro Rosso

Os 35 segundos de vantagem que Nico Rosberg conseguiu sobre Fernando Alonso, mesmo após um Safety Car, acenderam o sinal de alerta na Ferrari. Para o diretor técnico James Allison, o desempenho do carro em Melbourne não foi aceitável, mas há alguns pontos fortes no F14T.

“Temos alguma satisfação com a confiabilidade mostrada pelo F14T, mas é claro que nosso trabalho agora é melhorar o carro para que possamos competir em igualdade de condições com a Mercedes”, disse Allison, que chegou há poucos meses na Ferrari, após bom trabalho na Lotus. "Nossa competitividade não era aceitável em Melbourne, mas temos a intenção de brigar mas à frente com as melhorias que vamos trazer para o carro”, revelou em entrevista ao site da Ferrari.

" Há muita coisa no carro que está funcionando bem", afirmou o engenheiro. “As largadas e o ritmo nas curvas, especialmente as de alta velocidade, são pontos fortes. Por outro lado, precisamos trabalhar a estabilidade na freagem e a velocidade nas retas”, definiu.

Para Allison, o novo regulamento tornará a batalha pelo desenvolvimento dos carros ainda mais intensa. “Todas as recentes temporadas na F1 têm sido caracterizadas por uma batalha feroz em desenvolvimento de março até novembro. Com todas as novas regras deste ano, as oportunidades para melhorar o carro são inúmeras e podemos esperar que esta luta seja ainda mais intensa do que o normal. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias