Para Hamilton, Mundial recomeça "do zero" no GP da Alemanha

Inglês da Mercedes destaca pequena diferença na tabela na prova que marca a metade do campeonato

Lewis Hamilton venceu a corrida de Fórmula 1 em Hockenheim em 2008
Começar de novo. É com este pensamento que Lewis Hamilton vai para Hockenheim disputar o GP da Alemanha. Depois da vitória na Inglaterra, somada ao abandono de Nico Rosberg na prova, o inglês ficou a apenas quatro pontos do companheiro de equipe na tabela. Para ele, domingo começa um campeonato praticamente do zero.

“Eu sinto que estive fora do compasso o ano todo, tendo liderado o Mundial brevemente mesmo com todas as vitórias que tive. Conseguir praticamente empatar a disputa depois de Silverstone era exatamente o que eu precisava. É quase um novo começo nessa segunda metade do campeonato e será uma disputa muito equilibrada entre nós dois”, avaliou o campeão mundial de 2008.

Mesmo tendo tido um abandono a mais que Rosberg na temporada, Hamilton garante que não pretende “secar” o alemão e que quer ver a disputa resumida a quem se sair melhor na pista. “Claro que você nunca quer ver seu companheiro de equipe ficando pelo caminho, mas espero que podemos agora riscar os abandonos e exigir o máximo um do outro na pista. É muito bom saber que vou para esta corrida com o melhor carro, que tenho um bom ritmo de corrida e que posso terminar na frente”.

O fato de Rosberg correr em seu país não diminui o ímpeto de Hamilton em buscar a vitória na décima etapa do Mundial. “Esta é a corrida de casa da Mercedes então é uma prova importante para a equipe e para mim também. Ganhei duas vezes na Alemanha, mas a última em Hockenheim foi em 2008. A meta é mudar isto neste final de semana”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias