Para Hamilton, rivalidade com Rosberg foi "mais dura" do que com Alonso

Bicampeão revela ter vivido situações difíceis com o companheiro, mas diz que ano acabou "de forma respeitosa"

Eles começaram o ano como uma das duplas de pilotos mais afinadas no grid. Afinal, conheciam-se desde a adolescência e até moravam no mesmo prédio, em Mônaco. Mas a disputa pelo título da Fórmula 1 acabou tornando a convivência entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg tão difícil que o bicampeão, coroado no último final de semana, admite que a temporada foi “mais dura” do que na intensa rivalidade vivida em 2007 com Fernando Alonso na McLaren.

[publicidade] “Talvez tenha sido mais difícil [do que com Alonso] pensando em algumas situações que tivemos ao longo do ano”, admitiu Hamilton à BBC. “Mas você sempre quer ter um rival duro porque isso faz com que você evolua.”

A relação dos dois teve altos e baixos durante a temporada. Após a primeira disputa que tiveram na pista, no Bahrein, as cenas foram de camaradagem. Pouco mais de um mês depois, no GP de Mônaco, Hamilton, desconfiado de manobra de Rosberg na classificação, declarou que a amizade havia acabado. Outro duro golpe foi na Bélgica, quando um toque entre os dois acabou com a corrida do inglês.

Mas o campeão garantiu que a temporada terminou “de forma muito respeitosa”. De fato, Rosberg fez questão de cumprimentar Hamilton pela conquista antes mesmo do inglês subir ao pódio e declarou que o rival “mereceu o título porque foi o melhor piloto do ano”.

A temporada de 2007 terminou de maneira bem diferente: na McLaren, eram problemas políticos com o comando da equipe que interferiam na relação entre Hamilton e Alonso e o espanhol acabou deixando o time no final da temporada, vencida por Kimi Raikkonen, na Ferrari.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias