Chefe da Red Bull crê em Mercedes vencendo com duas voltas de vantagem na Austrália

Christian Horner diz que, com base no que foi visto na pré-temporada, não seria surpresa ver tal domínio

Chefe da equipe que dominou a F1 nos últimos quatro anos, Christian Horner não acredita que a ‘competição de uma equipe só’ esteja chegando ao fim, diante das dificuldades encontradas pela Red Bull nesta pré-temporada. Para o dirigente, o domínio deve apenas mudar de mãos.

“Vocês podem muito bem ver mais do mesmo, mas não com nosso domínio, mas da Mercedes”, resumiu ao jornal inglês The Telegraph. Segundo Horner, o GP da Austrália, que abre a temporada da F1 neste domingo, pode mostrar uma vantagem enorme da equipe alemã.

“Com base no que vimos na pré-temporada, não seria surpresa se eles terminassem duas voltas na frente da concorrência em Melbourne”, exagerou.

Já a Red Bull teve diversos problemas nos testes em Jerez e no Bahrein. Tanto de velocidade, como, principalmente, de confiabilidade. Horner espera resolver tudo o mais cedo possível. “Pelo que podemos ver neste momento, todas as equipes com motores Mercedes estão bem e nós não. Tivemos alguns problemas de refrigeração no início, mas nós trabalhamos duro para resolver isso. Esperamos que, assim que chegarmos à Europa, veremos melhorias significativas”, afirmou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Tipo de artigo Últimas notícias