Para Karthikeyan, grandes públicos tornam Interlagos especial

HRT, que está sendo vendida, vai para a última prova da temporada precisando de um milagre para ficar entre as 10

De la Rosa e Narain no GP dos EUA

Em meio às notícias da venda da equipe, a HRT chega ao GP Brasil, última corrida da temporada, tentando um milagre que a coloque à frente de Marussia e Caterham no mundial de construtores (precisaria de pelo menos um 11º lugar). Uma possibilidade é contar com a chuva que promete chegar à cidade de São Paulo. “Em Interlagos, o tempo e a chuva sempre podem desempenhar um papel importante no resultado da corrida. Se for o caso, estaremos prontos para aproveitar a chance. Seria fantástico conseguir um grande resultado na última prova da temporada”, torce o espanhol Pedro de la Rosa.

Para Narain Karthikeyan, a pista no Brasil é especial, não só pelo traçado, mas também pela atmosfera ao redor. “É um circuito que me lembro bem, pois dirigi lá em 2005. Gosto muito desta pista, que é um patrimônio da Fórmula 1. O traçado é espetacular, com suas subidas e descidas e as multidões tornam o ambiente especial”, disse o indiano, para quem Interlagos é também muito desafiador. “Fisicamente exige demais, pois é um dos poucos circuitos no sentido contrário”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Pedro de la Rosa , Narain Karthikeyan
Tipo de artigo Últimas notícias