Para Kimi, os dois anos longe da F-1 não fizeram diferença

Finlandês garante que só demorou para se sentir confortável na Lotus, e agora espera ver o time no top 3 ao fim do ano

Raikkonen é quinto no mundial

Um dos grandes destaques desta primeira metade da temporada de F-1 vem sendo o desempenho de Kimi Raikkonen na Lotus. O finlandês, campeão de 2007, não deu sinais de sentir dificuldades de readaptação, mesmo ficando duas temporadas fora da categoria.

Kimi garantiu que o único entrave que teve em 2012 foi a adaptação à nova equipe. “Fiz coisas diferentes [nestes dois anos fora], mas não acho que, se tivesse continuado na F-1, seria diferente. Talvez tenha demorado algumas provas para saber tudo exatamente. Claro que é uma nova equipe, então demorou um pouco para conhecer todo mundo e fazer com que tudo estivesse da maneira que queria, mas acho que estamos chegando lá e não foi tão complicado.”

Parte da boa performance de Raikkonen logo de cara tem a ver com o bom rendimento da Lotus. O finlandês, inclusive, acredita que a equipe terá fôlego para se manter entre as três primeiras colocadas no Mundial de Construtores – hoje é a terceira, três pontos à frente da Ferrari.

“Acho que ninguém esperava que fôssemos tão bem no início do ano, mas estamos tentando melhorar e espero que consigamos isso. Estamos na briga para ficar entre os três. Vou tentar marcar mais pontos a cada corrida e ajudar a equipe, pois quero terminar na frente, assim como a equipe, e uma coisa puxa a outra.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias