Para Maldonado, ponto foi fruto de trabalho intenso da Williams

Venezuelano diz que décimo lugar de hoje foi mais difícil do que ganhar na Espanha no ano passado

Finalizando a série de maus resultados da Williams em 2013, Maldonado conseguiu o primeiro ponto do time nesta temporada após finalizar em 10º o GP da Hungria hoje. O piloto disse que seu carro tinha potencial desde o início e que o ponto não foi algo tão inesperado após o ritmo apresentado pelo FW35 nos treinos.

“Ontem achei que tínhamos potencial para estarmos entre os dez primeiros, eu disse, e não cometemos nenhum erro. Mostramos que temos potencial e no restante da temporada vamos seguir recuperando mais”, falou ao TotalRace em Hungaroring.

“Isso é bom sobretudo para a moral da equipe. Todos estão muito contentes, e começar as férias com um ponto. Não foi sorte, o ritmo estava aqui. Nossa velocidade era melhor que as equipes de meio de pelotão. Mostramos que trabalhando em equipe podemos conseguir, e temos de seguir melhorando. A motivação da equipe não baixou, trabalhamos muito duro, estamos melhorando nos pit stops. Esperamos no fim do ano estar bem.”

Otimista, Maldonado crê que o carro continue melhorando para marcar muito mais pontos na segunda metade do ano. “Tudo é possível na Fórmula 1. Temos que trabalhar mais do que todo mundo, e mostramos que trabalhando podemos, mas não é suficiente para ficarmos contentes. Isso é uma lição para todo o time, porque assim podemos e vamos em frente.

Questionado pelo TotalRace sobre o que foi mais difícil, vencer no ano passado na Espanha ou o décimo de hoje, Pastor disse que o ponto de hoje. “Com certeza ser décimo com um carro ruim. Ganhar foi mais fácil. Com um carro bom, sair em primeiro e ganhar é fácil. Com um carro difícil da primeira volta até o fim, mostramos que demos um passo à frente.”

Valtteri Bottas cumprimentou o companheiro pelo primeiro ponto da equipe no ano, mas lamentou por não ter tido a mesma sorte. O finlandês tinha um domingo apagado quando abandonou com problemas no carro.

“É uma pena ter meu primeiro abandono da temporada, pois a meta era terminar toda corrida, mas não havia nada que pudesse fazer. Ainda precisamos investigar o que aconteceu, mas parece que foi um problema hidráulico. Não foi minha melhor corrida no geral, mas sinto que estou melhorando o tempo todo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Pastor Maldonado , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias