Para Massa, mudança de regras e pneus duros não preocupam

Brasileiro acredita que domínio da Ferrari em Silverstone não dependeu de difusor e chuva na corrida

Massa durante a comemoração da Ferrari em Silverstone

Após um início de ano difícil, as regras mudam por uma prova e a Ferrari emerge como vencedora. Mas o quanto será que as restrições ao uso dos gases do escapamento como forma de gerar pressão aerodinâmica ajudaram na vitória de Fernando Alonso na Grã-Bretanha?

Para Felipe Massa, é possível que o 150º Itália tenha perdido menos que os outros, mas a diferença não deve ser tão grande em relação ao déficit de rendimento dos rivais.

“Acho que é muito difícil dizer. Se você olhar , a McLaren também tinha problemas na corrida, também largou atrás. Experimentei as duas regras – de Silverstone e de Valência – e pioramos de quatro décimos a meio segundo. Então, não acho que as outras pioraram muito mais que isso. É muito difícil dizer.”

Outro fator que poderia ter cooperado na vitória do espanhol seria a ausência dos pneus duros na corrida, devido à chuva. Contudo, para o brasileiro, o fato de sua volta mais rápida com o composto na classificação ter sido apenas pouco mais de um décimo mais lenta que a de Mark Webber é animador.

“Na classificação fui terceiro tempo com pneu duro, virando praticamente o mesmo tempo do primeiro no Q1. Acho que foi a única corrida em que a gente foi competitivo com o pneu duro. Devem ter sido as peças novas que a gente trouxe, porque o carro tem mais pressão aerodinâmica e isso ajuda.”

Fernando Alonso concorda com o companheiro. “Há um ponto de interrogação em relação à performance do pneu duro. Na terceira sessão de treinos livres e no Q1 fomos muito, muito competitivos com o pneu duro, então encaramos a corrida sem as dúvidas que tínhamos em Barcelona. Havia um grande problema, porém tínhamos a convicção de que estávamos bem com os pneus duros. Obviamente é só um pensamento”, afirmou, lembrando da corrida da Espanha, quando era líder até calçar o composto duro e acabar levando uma volta de Sebastian Vettel.

Acreditando que a evolução do carro é real, Massa espera que a Ferrari continue andando na frente. E, de quebra, batendo a Red Bull também nas classificações.

“É difícil dizer depois de uma corrida apenas, mas tem de lembrar que a gente não largou na frente, foi a Red Bull. Independentemente de não terem ganhado a corrida, eles largaram na frente e têm um carro competitivo. Então vamos esperar mais algumas coisas acontecerem para termos certeza. Mas é o que esperamos.”

(Colaboraram Felipe Motta e Luis Fernando Ramos)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Fernando Alonso , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias