Para Perez, outro pódio só virá acompanhado de corrida caótica

Mexicano relata que carro da Sauber apresenta problemas em freadas e espera que clima o ajude a ter novo êxito na China

Perez mantém os pés no chão após pódio

Nenhum piloto começou o fim de semana do Grande Prêmio da China em astral tão alto como Sergio Perez. Ainda que Fernando Alonso tenha vencido a última etapa, na Malásia, o espanhol quer continuar brigando pela ponta e neste momento a Ferrari segue atrás das principais rivais.

Perez também sabe que tem um longo trabalho pela frente, mas o sabor doce do resultado em Sepang parece não ter saído de sua boca, ainda mais após o período que passou em sua terra, o México. "Tive tempo para assimilar o que aconteceu com minha família e com as pessoas que sempre me apoiaram. Foi muito motivante ver como se sentem, como me receberam todos no México. É algo que me motiva demais."

"Estar ao lado de Fernando e Hamilton no pódio é incrível. Poder desfrutar de um evento como um pódio em F-1 era algo novo para mim", acrescentou o mexicano em entrevista acompanhada pelo TotalRace em Xangai.

Mais que a champagne e o troféu, o segundo lugar na Malásia rendeu frutos para a Sauber; e Perez sabe bem disso. "Um dinheiro importante para poder melhorar o carro e poder ter partes novas no carro mais cedo."

Para evitar um clima de euforia, o jovem de 22 anos é muito rápido ao explicar os problemas do C31. "O carro está bom. Seguimos com problemas nas freadas. Não é fácil acertar o carro com os problemas de estabilidade que temos, mas acho que estamos em um bom caminho."

Em Xangai, Perez tem pela frente uma prova que muitas vezes apresenta um cenário como o da Malásia. "O clima muda muito aqui e tampouco é garantia que a chuva ajudaria como na Malásia."

"Eu gosto muito deste circuito. É um circuito muito rápido, com curvas longas que desgastam os pneus dianteiros. Gosto muito de estar aqui", falou Perez.

Após o êxito na última etapa, Perez transformou-se de promessa à realidade. O mexicano, no entanto, evita oba-oba e acha que só subirá ao pódio este ano de novo se houver uma reedição do GP da Malásia. "Posso repetir aquilo em condições anormais, quando chove, seca e acontece um pouco de tudo. Mas em condições normais não."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias