Para Prost, imprevisibilidade é maior atrativo da F-1 atual

Segundo tetracampeão mundial, categoria e público mudaram muito nos últimos anos, e uma equipe dominando é ruim para esporte

Alain Prost atende imprensa

Alain Prost deu as caras em Mônaco nesta sexta-feira e defendeu a atual competitividade do Mundial de F-1. Para o francês, tetracampeão em 1985, 1986, 1989 e 1993, a imprevisibilidade é o principal chamariz da categoria e isso criou um aumento de popularidade. Esta mudança, segundo o ex-piloto, que concedeu entrevista coletiva acompanhada pelo TotalRace em Monte Carlo, reflete a diferente mentalidade do público que acompanha a F-1 hoje em dia.

"Sim, a F-1 está um pouco imprevisível. Você conhece a F-1, mas gostaria de saber mais o que acontece. A F-1 mudou e o público mudou ao mesmo tempo. Você não pode compará-lo ao de 20, 30 anos atrás", analisa.
 
"O público fica contente em ver nem sempre o mesmo carro e piloto no pódio. Para a F-1, a dominação de uma mesma equipe é ruim, mas isso", comenta Prost, que vê na imprevisibilidade uma enorme dor de cabeça para as equipes, no sentido de melhorar sempre.
 
"Não é meu ponto de vista, mas posso entender que a audiência aumenta com isso e as pessoas ficam interessadas. Para equipes e engenheiros é um pesadelo. Pelo menos, temos a indecisão e as pessoas estão assistindo cada vez mais, o que é bom", completa.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias