Para Whitmarsh, vitórias da McLaren não têm a ver com o frio

Perguntado pelo TotalRace sobre ligação entre baixas temperaturas e bons resultados, chefe da McLaren diz que bom rendimento não é de hoje

Martin Whitmarsh

A McLaren ganhou três das últimas cinco corridas, mas ainda não convenceu a todos de que tem o carro mais veloz no momento. Isso porque a F-1 passou por um verão atípico neste ano, com três provas em sequência disputadas abaixo dos 20ºC em plena estação quente do ano no Hemisfério Norte.

Questionado pelo TotalRace se os bons resultados seriam consequência direta das baixas temperaturas, uma vez que a McLaren parece aquecer seus pneus com maior facilidade que a Red Bull e, especialmente, a Ferrari, Martin Whitmarsh lembrou que a performance competitiva do carro não é de hoje.

“Se você lembrar do que posso chamar de parte quente do verão, no início, acho que podemos dizer que éramos o carro mais rápido por quatro ou cinco corridas e não conseguimos os resultados que poderíamos ter. As coisas não estavam funcionando para nós. Mas agora estão.”

Para o chefe da McLaren, a diferença não está no clima, mas em consiguir aparar as arestas e concentrar acertos em cada uma das provas.

“Acho que tivemos bom ritmo, bons pilotos, tomamos decisões razoáveis e merecemos essas três vitórias. Agora, partiremos para outras.”

Mesmo animado com o ritmo do carro, Whitmarsh é mais cauteloso em relação ao campeonato.

“Ele está consistentemente chegando em segundo, então temos de fazer algumas outras dobradinhas. Precisamos continuar forçando para ver se conseguimos fazer isso.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias