"Parecia que seria muito mais apertado", comenta Vettel

Alemão coloca quase meio segundo na concorrência e diz que equilíbrio do carro foi fundamental para pole position

Sebastian Vettel em Monza

Em um dia de formação de grid apertada, Sebastian Vettel colocou quase cinco décimos na concorrência para conquistar sua décima pole do ano. Isso, logo no GP da Itália, considerado um dos piores para o carro da Red Bull.

“Parecia que seria muito mais apertado. Já iria melhorar na segunda volta da primeira saída, mas cometi um erro. Como aqui não usamos muita asa, o carro fica escorregadio, mas mesmo assim consegui acertar uma volta.”
 
Para o alemão, a equipe se acertou com o circuito – e o resultado prova que o RB7 é ainda mais completo que o RB6. “Não é só uma questão de asa, o carro é muito bom. No passado, tivemos dificuldades aqui, mas neste ano, acho que, além do nível de asa, o equilíbrio está muito bom, estava confortável e tudo fluiu bem. Esse é o segredo, se existe algum.”
 
Para piorar os ânimos da concorrência, Vettel garante que a Red Bull acertou o carro para amanhã. “Estou animado para a corrida. Nossa abordagem de acerto foi muito voltada para a corrida, e o resultado mostra que estávamos no caminho certo.” 
 
Os treinos livres exibiram uma McLaren rápida, em ritmo de corrida. Mesmo assim, Vettel se mostra confiante. “Acho que temos uma chance. Ontem, estava muito feliz com o carro, os long runs estavam muito competitivos, sentia o carro equilibrado. Não dá para saber o nível de combustível com que eles treinaram. Estou positivamente surpreso com quão competitivos estamos.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias