Pérez destaca "pódio especial" depois de ano difícil na McLaren

Mexicano dá primeiro pódio à Force India desde Bélgica 2009 e chega no Top 3 pela primeira vez desde Itália 2012

Depois de ano difícil na McLaren em 2013, Sergio Pérez fez valer sua força de vontade para a levar a Force India para o pódio apenas em sua terceira corrida no time com sede em Silverstone. O mexicano, depois de corrida agitada e constante, fez uma parada a menos que as duas Williams se defendeu dos ataques do companheiro Hülkenberg e da Red Bull de Ricciardo para conquistar o quarto troféu de sua carreira.

“Foi um pódio muito especial para mim. Meu quarto pódio na Fórmula 1, mas sem dúvida muito especial”, falou na coletiva de imprensa após a corrida.

“Tive pela primeira vez a possibilidade de brigar pelo pódio. No ano passado eu não tive essa oportunidade, e nunca estive nem perto de conseguir. Hoje foi muito bom. Lembrando de todos os momentos da minha carreira, este é um dos mais especiais”, refletiu.

“Dedico este resultado a todo o meu país, que me apoiou até nos momento difíceis. Vou seguir em frente dando tudo. Espero que as pessoas tenham gostado dessa corrida como eu.”

Feliz, Pérez também relembrou das últimas voltas de hoje. “Significa muito para mim este resultado.”

“Meu tempo na McLaren foi muito difícil. Vir para a Force India e já na terceira corrida conseguir me classificar bem e ir direto brigar pelo pódio é uma boa sensação. O Safety Car fez as coisas bem mais difíceis para mim. Estava bem confortável antes do Safety Car vir para a pista. Estava com o pneu mais duro, ele esfriou. Tive uma luta muito difícil com meu companheiro.”

Depois de corrida boa, porém aquém do companheiro Pérez, Hülkenberg comemorou o segundo Top 5 seguido, mas lamentou a perd do quarto lugar. "É um grande dia para a equipe e estou muito feliz pelos caras. A batalha com Sergio foi muito limpa e justa, e quando você está lutando pelo pódio você dá tudo, mas sempre joga limpo. Foi bom e divertido. O final da corrida foi difícil, porque eu tive dificuldade a partir do momento em que o Safety Car entrou até o final da corrida. Eu estava atrás 'Checo' e eu senti que tinha um pouco mais de ritmo, mas eu estava no ar sujo.”


Com o terceiro e quinto lugares obtidos hoje, a Force India é vice-líder do mundial de construtores. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias