Perez salva Sauber com ponto e Hispania vai bem

Mexicano ousa na estratégia e consegue bom retorno na pista; já Karthikeyan e Ricciardo superam uma Lotus e as duas Virgin na Índia

Sergio Perez lidera pelotão

Sergio Perez, Sauber, décimo: "Estou muito feliz por ter somado pontos. Pelo menos pude recompensar a equipe pelo erro da sexta, que me rendeu a punição. Tivemos uma estratégia muito boa. Foi arriscada, mas recompensou. Usei o pneu duro só por uma volta e, após a parada, fiquei preso no trânsito. Passei Di Resta, pude abrir, mas o segundo jogo de pneus demorou para aquecer e não consegui alcançar Sutil."

 
Heikki Kovalainen, Lotus, 14°: "Tive outra boa largada e uma corrida forte. Certo momento estava em décimo e o carro estava ótimo. Com os pneus duros foi bem difícil manter o ritmo. Também fui bem segurado pelos carros da HRT. É um bom sentimento andar no ritmo que estamos, com os carros do meio do grid".
 
Jerome D'Ambrosio, Virgin, 16°: "No fim, fizemos o que tínhamos de fazer. A equipe fez um grande trabalho com a estrategia e andei forte. Conseguimos stints bem longos sem degradar os pneus, mas não foi ótimo para o início da corrida. No geral, acho que podemos ficar felizes." 
 
Narain Karthikeyan, Hispania, 17°: "Tive uma ótima corrida e me diverti, foi maravilhoso. Terminar em 17° em casa é o melhor que poderia ter desejado. Superar um companheiro e uma Lotus deixou tudo mais agradável. Teria uma corrida muito melhor se não tivesse sido punido."
 
Daniel Ricciardo, Hispania, 18°: "As primeiras voltas não foram boas mas depois consegui passar algumas pessoas. Estava feliz com o ritmo no primeiro setor, mas senti algo estranho na frente do carro durante o segundo. Por isso, tivemos um pit stop extra e perdi tempo."
 
Jarno Trulli, Lotus, 19°: "A má sorte chegou de novo. Larguei bem mas fui acertado por uma das Hispania na saída da curva três e acabou a minha corrida. Tive um pneu furado e danifiquei meu carro. Espero ter melhor sorte nas próximas duas corridas."
 
Kamui Kobayashi, Sauber, abandono: "Infelizmente, minha corrida foi decepcionante e muito curta. Depois da largada, fui acertado por trás e imediatamente vi fumaça do meu carro. Claro que tive muitos danos e fui obrigado a parar."
 
Timo Glock, Virgin, abandono: "Um dia sem sorte. Freei antes que o normal e quando entrei na curva Kobayashi me acertou direto e não pude evitar. Minha asa frontal ficou danificada e fui aos boxes para trocar, quando vimos que os danos eram bem maiores e precisariamos parar."
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Tipo de artigo Últimas notícias