Petrov não está seguro na F-1 ano que vem, reconhece empresária

De acordo com Oksana Kossatchenko, Petrov trabalha com um “plano B ou C” caso não fique na Renault, mas a preferência é manter a vaga

Petrov foi o 10º colocado nesse mundial

Vitaly Petrov tem até 10 de dezembro para decidir seu futuro na Renault. O piloto russo tem contrato firmado com a equipe, mas sua permanência ainda não é certa. Ontem, foi anunciado que Kimi Raikkonen ocupará uma das vagas na equipe.

A manager do piloto Oksana Kossatchenko afirmou que teria uma reunião na Renault hoje de manhã para determinar quais são as chances do russo ficar na equipe que defende desde o início de 2010.

“Acho que vamos encontrar uma solução e depois teremos alguns dias para resolver. Gostaríamos saber qual o plano que a equipe tem antes de confirmar nossa presença no time”, afirmou à Reuters.

Petrov disputa a vaga a princípio com seu atual companheiro de equipe, Bruno Senna, e com o campeão da GP2 de 2011, Romain Grosjean.

De acordo com Oksana, Petrov trabalha com um “plano B ou C” caso não fique na Renault, que passará a se chamar Lotus ano que vem, mas a preferência é manter a vaga.

“Gostaria de ficar com o que temos no momento, então a melhor opção é manter Vitaly na Lotus para o ano que vem.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias