Petrov não vê razões para ser dispensado da Caterham no ano que vem

Piloto russo acredita que está fazendo um bom trabalho na temporada e confia em permanência no time para 2013

Petrov está tranquilo com sua situação na equipe

Depois de ser dispensado da Lotus (então Renault) no ano passado e quase ficar sem time para essa temporada, o russo Vitaly Petrov parece estar tranqüilo sobre sua situação em 2013. O piloto, que já chegou a subir ao pódio com seu ex-time, acredita que está fazendo um trabalho suficiente bom para permanecer na Caterham na próxima temporada.

“Claro que sempre queremos melhorar, mas no geral estou de 70 a 80% satisfeito com o meu trabalho. Me classifiquei algumas vezes à frente do meu companheiro, estou mostrando uma boa velocidade durante as corridas e não cometi muitos erros. Então, eu acho que me tornei um piloto melhor, apesar de ter tido que trocar de equipe”, analisou o russo.

Além do desempenho na pista, Petrov sempre pode contar com forte apoio financeiro e uma forte presença de sua empresária Oksana Kossatchenko nos bastidores da F1. Por tudo isso ele acredita que permanecerá no grid em 2013, provavelmente na atual equipe.

"Eu ficaria preocupado se estivéssemos falando em deixar Caterham, ou se estivesse sendo expulso da equipe", afirmou. "Mas tive bons resultados e estou trabalhando bem dentro do time, então não vejo nenhuma razão para que isso aconteça”, concluiu.

A Caterham ainda não somou pontos no campeonato e o melhor resultado de Petrov no ano foi um 13º lugar.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Vitaly Petrov
Tipo de artigo Últimas notícias