Pilotos veem potencial para Índia ser uma das melhores provas

Alonso dá nota nove ao circuito na estreia; Barrichello se impressiona com popularidade e Vettel, com cultura

Estrutura do GP da Índia agradou no ano de estreia

Um nove de dez. Essa foi a nota de Fernando Alonso para as instalações do circuito da Índia logo em seu primeiro ano, impressão compartilhada pelo paddock. Tanto a estrutura, quanto o circuito em si agradaram, ainda que o piloto tenha apontado alguns itens para melhoras ano que vem.

“Acho que quando você sedia sua primeira corrida, há coisas que você aprende e melhora. Acho que o paddock, ainda que esteja terminado e funcionando bem, ano que vem estará melhor em termos de como as equipes estão acomodadas, como a eletricidade funcionará, depois que tivemos alguns problemas na quinta que são normais quando se usa algo pela primeira vez.”

Alonso também citou detalhes no circuito em que espera ver melhoras ano que vem, especialmente nas zebras que ‘vitimaram’ seu companheiro Felipe Massa na classificação e na corrida.

“O circuito em si vai melhorar. Havia muita areia no primeiro dia e agora o traçado está em ótima condição depois da corrida. Acho que o ponto de partida ano que vem será muito melhor. Também vimos alguns problemas com as zebras com Felipe [Massa], então tenho certeza de que eles vão encontrar uma solução melhora para nos impedir de cortar a curva para evitar qualquer risco de acidente. De zero a dez provavelmente é um nove, o que é muito bom, mas o 10 será atingido em breve.”

Rubens Barrichello concorda com o espanhol que há detalhes na pista que precisam ser revistos.

“A F-1 teve um bom endereço aqui. Acho que a pista precisa ser revisada, pois a velocidade está mais alta do que esperavam e algumas barreiras estão perto. A pista também estava muito suja. Se não tivermos outras corridas aqui, nós chegaremos no ano que vem e estará igual. Mas acho que a F-1 foi bem aceita.”

O piloto da Williams, no entanto, viu com bons olhos a estreia do país no calendário e se surpreendeu com a popularidade do esporte.

“Eu acho que pode dar certo (o GP da Índia). Foi uma primeira experiência. O desfile dos pilotos foi uma grande experiência, um carinho enorme. Não sabia que tinha tantos seguidores aqui na Índia. Me senti super em casa e a acho que a Fórmula 1 também.”

Já Sebastian Vettel comentou sobre as diferenças culturais entre os europeus e os indianos e declarou que saiu do país repensando alguns valores.

“Algumas coisas são muito difíceis de imaginar para nós, se olhar de onde viemos. O que é realmente surpreendente é que às vezes você mensura a felicidade na sua vida, no seu mundo, com o que conquistou, o que tem. Para as pessoas aqui não importa, eles estão felizes com o que têm, mesmo que tenham tão pouco, mas são felizes e amigáveis, prestativos, respeitosos. Isso abre seus olhos, contando que permita observar certas coisas, então acho que foi uma inspiração e acho que você nunca esquece.”

(colaboraram Luis Fernando Ramos e Felipe Motta, da Índia)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Rubens Barrichello , Fernando Alonso , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias