Pirelli admite antecipar mudança nos pneus para o Canadá

Empresa italiana quer evitar novas corridas como o GP da Espanha depois que 12 dos 19 que terminaram a prova fizeram 4 pits

O diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery, já admite mudar os pneus a partir do GP do Canadá, sétima etapa do campeonato. Logo após o GP da Espanha, o dirigente havia prometido modificações para a etapa seguinte à corrida de Montreal, ou seja, na Grã-Bretanha.

A mudança visaria diminuir um pouco a degradação para evitar corridas com quatro paradas. Em Barcelona, circuito notadamente de asfalto abrasivo e com curvas que castigam o pneu, 12 dos 19 pilotos que completaram optaram por usar cinco jogos de pneus durante a prova.

“A partir do Canadá, as mudanças têm a intenção de retornar às duas ou três paradas. Algumas mudanças estruturais vão combinar elementos dos pneus de 2012 com os de 2013. É pelo interesse do esporte. As mudanças serão feitas pela Pirelli, e por mais ninguém, pois precisamos de equilíbrio. Não queremos exagerar, pois isso beneficiaria algumas equipes."

Perguntado se a Red Bull seria uma delas, o inglês afirmou que "esperamos que não, mas sempre há esse risco."

Hembery comentou ainda sobre a dificuldade em acertar a mão com os compostos. Os pneus de 2013 foram desenvolvidos com um carro da atual equipe Lotus, de 2010.

“Nos foi pedido que repetíssemos o GP do Canadá de 2010, com duas a três paradas. Não é sempre fácil. Os carros de desenvolvem, não podemos testar com carros atuais, e também não há testes durante a temporada.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias