Pirelli contesta críticas de pilotos sobre os pneus macios

Lewis Hamilton chegou a dizer que o composto usado nos treinos para o GP da China "é o pior" que já utilizou

Como está se tornando habitual nas sextas-feiras de treinos livres na Fórmula 1, a Pirelli recebeu uma chuva de críticas dos pilotos, que usaram pela primeira vez os pneus macios na temporada. Lewis Hamilton, que já havia reclamado que as corridas estavam demasiadamente estratégicas após o GP da Malásia, afirmou que o composto é “o pior” que já utilizou.

“A vida útil do pneu macio é a pior que eu já vi, com pedaços voando para todo lugar. Ele é hardcore, não parece ser o pneu certo para este tipo de circuito. Fiz algumas voltas e eles se desintegraram”, afirmou o piloto da Mercedes.

Jenson Button, que sofreu um furo durante os treinos, concorda com o companheiro. Para o piloto da McLaren, os pneus mais macios só suportam uma volta rápida. Depois, a degradação é extrema. “Acho que reclamaram muito dos pneus na última corrida, mas é ainda mais extremo aqui. Os pneus macios transformam o carro completamente, em uma volta há muito mais aderência. Então é bom para uma volta e depois se desgasta na dianteira e na traseira e você perde um segundo a cada volta.”

Button acredita que a realidade da Malásia, onde o ritmo era determinado pela equipe via rádio, voltará a acontecer. “É muito complicado e não acho que você verá muitas voltas rápidas na corrida. Vão dar a todos nós um tempo de volta limite e vai ser isso.”

O diretor de automobilismo da fornecedora única da Fórmula 1, Paul Hembery, afirmou que esse tipo de desgaste é exatamente o que a Pirelli busca. “Parece que alguns carros podem fazer apenas duas paradas e, no pior dos casos, três. Isso está alinhado com o que procuramos.”

O inglês acredita que veremos na China o mesmo cenário da primeira prova do ano, na Austrália. Na ocasião, Adrian Sutil, que largou com os pneus mais duros, se colocou entre os líderes, que, obrigados a largar com o mesmo pneus com que se classificaram, tiveram de antecipar suas primeiras paradas.

“Se [o macio] fosse igual ao médio, eu ficaria preocupado, mas não é. É um pneu de classificação. É um pouco como Melbourne, onde as equipes mais fortes serão obrigadas a se classificar com o pneu macio porque há muito mais performance e, então, terão de parar dentro das 10 primeiras voltas. Algumas equipes que ficaram no Q2 podem optar por largar com o pneu médio e ganhar terreno no início.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Jenson Button , Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias