Pirelli diz que não se vê punida pelo tribunal

Advogado fala que não entende possível sanção e diz que marca apenas agiu de acordo com direitos concedidos pela FIA

A Pirelli se disse segura de que não será punida pela FIA no Tribunal Internacional. No julgamento hoje em Paris, a fornecedora de pneus da F-1 se defendeu argumentando que não fez nada que não estivesse no alcance de seus direitos estipulados previamente pela FIA.

Depois da pausa para o almoço, após FIA e Mercedes terem sido ouvidas, a Pirelli começou sua defesa com o advogado Dominique Dumas e o diretor esportivo, Paul Hembery.

“Pirelli não entende a ação disciplinar”, resumiu Dumas, confiante de que a marca não tenha quebrado nenhuma regra.

“A Pirelli apenas age com direitos dados pela FIA. Não entendemos do processo disciplinador. Red Bull e Ferrari confirmaram que não têm queixas contra a Pirelli, então é impossível de entender este precedimento.”

Dumas citou o precedente do caso de 2009, o “Crashgate” contra o ex-chefe da Renault, Flavio Briatore, como prova de que a FIA não pode agir contra terceiros e não-detentores de licença sem ser anulada em tribunal civil, já que a Pirelli não compete no campeonato.

“As alegações são infundadas, porque foi reconhecido que a Pirelli não violou o código”, falou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias