Pirelli espera estratégias diferentes no GP do Canadá

Mesmo levando mesmos compostos de Mônaco, marca italiana crê que Montreal será desafio maior para os pneus

Vettel faria apenas uma parada em Mônaco, não fosse a bandeira vermelha

Os compostos de pneus são os mesmos do GP de Mônaco – super macio e macio – mas a Pirelli espera uma corrida totalmente diferente no Canadá. Com mais pontos de ultrapassagem e maior média de velocidade, o circuito Gilles Villeneuve deve representar um grande desafio para as equipes.

“As características do Canadá significam que é improvável que vejamos estratégias de uma parada neste final de semana, mas esperamos que a corrida seja tão próxima quanto Mônaco e que as oportunidades de ultrapassagem façam com que os times tenham mais possibilidades estratégicas que na última prova”, afirmou Paul Hembery, diretor esportivo da marca.

No último Grande Prêmio, o vencedor Sebastian Vettel foi um dos que tentou completar a prova com apenas uma parada. Com a bandeira vermelha a seis voltas do final, não se sabe se teria sucesso em permanecer 62 voltas usando o composto macio.

“Pelos dados que recebemos, os pneus de Vettel aguentariam se ele não tivesse feito a troca durante a bandeira vermelha. Isso significa que ele teria percorrido 200 quilômetros com o composto macio, terminando no limite.”

A exemplo de outras provas neste ano, a Pirelli dará dois jogos de pneus médios, além da alocação normal, de 11 jogos de pneus para pista seca, para as equipes testarem na sexta-feira. Este composto fará sua estreia na etapa seguinte, em Valência.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias