Pirelli espera um pouco de tudo no final de semana na Bélgica

Empresa italiana levará os compostos médios e macios para Spa, mas espera ver intermediários e pneus de chuva na pista

Pneus médios voltam a entrar em cena em Spa

O circuito de Spa-Francorchamps não é apenas um desafio para os pilotos, mas também para os pneus. É o que o diretor esportivo da Pirelli, Paul Hembery, destacou: a dificuldade é ter um pneu que aguente bem as curvas de alta e faça os carros andarem rápido.

“Mais uma vez temos de oferecer pneus que sejam capazes de, não apenas absorver as forças colossais às quais são submetidos, como também que deem o máximo de performance com muita segurança. De várias maneiras Spa é um dos circuitos mais imprevisíveis da temporada, e como nunca testamos lá, temos poucos dados a levar em conta.”

A marca italiana levará os compostos médio e macio para o circuito belga, a exemplo do que aconteceu nos GPs da Europa e da Alemanha.

“Pelo que vimos no passado, especialmente em Valência e em Nurburgring, estamos confiantes de que a combinação entre os pneus médios e macios dará o equilíbrio entre performance e durabilidade.”

Hembery também destacou a possibilidade de chuva, sempre presente no traçado localizado em meio a uma floresta.

“O clima na Bélgica sempre será um ponto de interrogação, mas com tantas corridas no molhado até agora, esta é uma área em que estamos definitivamente ganhando experiência mais rapidamente que o esperado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Tipo de artigo Últimas notícias