Pirelli está em situação "bizarra" sobre 2014, diz Hembery

Apesar de ter contratos individuais fechados com equipes e Ecclestone, fornecedora não está confirmada

Sem contrato, mas com uma missão para lá de indigesta. O diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery, classificou de “bizarra” a atual situação da fornecedora de pneus com a Fórmula 1.

A empresa tem contratos comerciais com a categoria, mas não tem o acordo firmado justamente para o fornecimento dos pneus na próxima temporada. Além disso, convive com os rumores de que a Michelin estaria interessada em voltar à categoria – e teria o apoio do presidente da FIA, Jean Todt.

“É a situação mais bizarra possível. Temos acordos fechados com a maior parte das pessoas envolvidas; não há um processo claramente definido, mas estamos seguindo adiante, assinando com os times, já fechamos com o promotor e estamos trabalhando em 2014”, afirmou Hembery à ESPN.

“Só estamos trabalhando com o que nos pediram para fazer. Temos a cooperação das equipes, do promotor e da FIA, então até que alguém diga o contrário não sei o que deveríamos estar fazendo.”

Hembery revelou ainda que o prazo inicial para que a Pirelli desse informações às equipes a respeito dos pneus que serão usados ano que vem, quando uma mudança nos motores promete alterar as necessidades dos carros, foi estendido de 1º de setembro para 1º de outubro. “Então temos mais algumas semanas. Isso foi decidido na Alemanha [no início de julho] quando tivemos uma reunião.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias