Polícia vai à fábrica da Caterham e confisca até carro

Equipe vive grave crise financeira e viu a Alta Corte britânica pegar peças para leilão

Carro de 2013 da equipe foi confiscado pela polícia
A grave crise financeira da Caterham ganhou um novo capítulo nesta quarta-feira, dois dias antes do início dos treinos-livres para o Grande Prêmio do Japão. A polícia britânica, por ordem da Alta Corte, confiscou uma série de peças e equipamentos da sede da equipe, em Leafield – até um carro da escuderia foi levado.
 
[publicidade] Segundo informações divulgadas pela própria Alta Corte, os produtos serão leiloados. A expectativa é de que a venda ocorra logo nas próximas semanas.
 
Desta forma, o futuro da equipe é colocado ainda mais em xeque; a Caterham busca  investidores ainda para este ano. A escuderia não está garantida para completar o calendário de 2014.

A equipe, apesar da grave crise, confirmou participação neste final de semana. Kamui Kobayashi seguirá como titular ao lado de Marcus Ericsson. O espanhol Roberto Merhi, que conta com apoio de investidores russos, participará do primeiro treino livre.
 
Veja as peças confiscadas pela polícia:
 
Carro reserva da Caterham de 2013
Partes do carro atual da Caterham
Um simulador da F1 em escala tamanho real
Volantes da Caterham F1
Rodas e pneus de F1
Equipamento maquinário de alta qualidade
Memorabília da Caterham e da Lotus
Equipamentos de pit-lane, como mangueiras e 'starters'
 TVs, monitores, computadores e outros equipamentos similares
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias