Possibilidade de tufão preocupa alguns pilotos, mas anima outros

"Se cair tudo o que estão falando de chuva, não vai dar para correr", avisa o francês Romain Grosjean

A Fórmula 1 chega a Suzuka, palco do GP do Japão, 14ª etapa do mundial, com a dúvida se será sequer possível fazer a corrida no domingo. Isso porque um tufão deve atingir o circuito justamente no dia da prova.

[publicidade] Os meteorologistas estão tentando prever qual será a rota do tufão Phanfone, que está percorrendo o oceano pacífico norte nos últimos dias. Eventos do tipo são comuns na região, tendo forçado, em 2004 e 2010, que a classificação ocorresse apenas no domingo.

“Espero que possamos correr no domingo, isso é prioridade”, afirmou Jenson Button, da McLaren. “Com um tufão chegando é sempre complicado. Tomara que não nos atinja. Será um final de semana misto em relação ao clima, uma boa chance de chuva. Vai ser uma questão de ficar em cima de qualquer situação que aparecer.”

Contando com a possibilidade de um final de semana complicado devido à instabilidade do tempo, Nico Hulkenberg acredita que esta é uma chance para a Force India voltar ao pódio. “Obviamente, é muito desafiador na chuva, mas veremos se vai dar para pilotar ou não. Talvez nossa única chance de retornar ao pódio seja sob condições malucas. Porém, todo ano temos essa discussão, e o tufão nunca aparece. Então estou tranquilo.”

Romain Grosjean, contudo, acredita que, se toda a água prevista cair, a chance da corrida ser disputada normalmente é pequena.
“No momento é difícil saber exatamente o quanto vai chover mas, se a chuva chegar do jeito que foi previsto, será muito difícil correr, pois estão falando de mais de 40mm por hora, o que é muita coisa. Certamente o clima terá um papel importante neste final de semana.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias