Presa fácil nas retas, McLaren soma só um ponto em Monza

Segundo Button, time errou na escolha do acerto, o que facilitou para os adversários em relação às ultrapassagens

Vindo de uma bom resultado em Spa, quando andou no mesmo ritmo dos carros da frente, Jenson Button certamente esperava mais do que o 10º lugar conquistado em Monza. Segundo o inglês, um erro no acerto do carro fez com que a McLaren não tivesse um bom desempenho nas ultrapassagens.

“Não foi uma grande corrida, na verdade. No começo foi interessante, mas fiquei preso atrás do Ricciardo, não consegui ultrapassá-lo e isso me complicou”, disse Button, cujo carro tinha dificuldade para ultrapassar e era vítima fácil para os adversários. “Em relação ao ritmo no geral, não estivemos mal. Acho que tínhamos mais ritmo que a Toro Rosso e que outros carros da frente, mas cometemos um erro em relação ao acerto. Atingíamos nosso limite de velocidade muito cedo na reta e isso foi determinante. Não conseguíamos ultrapassar e os carros que vinham de trás nos ultrapassavam com facilidade”, explicou o campeão de 2009.

Seu companheiro Sergio Pérez relatou o mesmo problema, além do desgaste dos pneus no final. “Foi uma corrida bem decepcionante, com certeza esperávamos mais. No começo ganhei algumas posições, mas nosso pit foi ruim, perdemos muito tempo com a roda dianteira esquerda e a partir daí tivemos a nossa corrida comprometida. Depois perdi uma posição para o Kimi - qualquer carro que vinha atrás me passava facilmente - e sofri também com o desgaste dos pneus. Não saiu nada como imaginávamos. Foi outro fim de semana bem difícil para mim”, lamentou o mexicano, que chegou na 12ª colocação.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Jenson Button , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias