Presidente da Argentina afirma que país receberá GP de Fórmula 1

De forma surpreendente, Cristina Kirchener anuncia que fechou um contrato de três anos com a categoria

Largada da última etapa argentina da F-1: 1998

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, anunciou de forma inesperada que o país voltará a sediar uma etapa da Fórmula 1. Segundo ela, a categoria pisará em terras hermanas em 2013 e com um contrato firmado de três anos.

“Nós fechamos [o acordo]”, disse Cristina. “Por três anos, em 2013, 2014 e 2015 na cidade de Mar del Plata”, completou.

A corrida marcará o fim de um hiato de 15 anos sem sediar uma etapa do Mundial. A última aconteceu em Buenos Aires, no Autódromo Juan y Oscar Gálvez, e teve como vitorioso o até então piloto da Ferrari, Michael Schumacher.

“Para nós isso será muito importante, pois depois do futebol, o automobilismo é o esporte favorito dos argentinos. Ter a Fórmula 1 de volta é uma coisa que a Argentina realmente merece”, finalizou.

Além da Fórmula 1, a MotoGP está prevista para desembarcar no país em 2013 no circuito de Rio Hondo. GT1, Mundial de Rali e o Dakar também passam pela Argentina em seus campeonatos. 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias