Presidente da FIA pede explicações após acidente de Bianchi

Jean Todt solicitou relatório ao diretor de provas Charlie Whiting para determinar novas medidas de segurança

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, pediu que o diretor de corridas de Fórmula 1, Charlie Whiting, faça um relatório para determinar as circunstâncias do acidente de Jules Bianchi durante o GP do Japão, no último domingo.

[publicidade] Com 24 anos de experiência trabalhando para a FIA, além de ter sido chefe de mecânicos dos carros com que Nelson Piquet conquistou seus dois títulos mundiais, Whiting é o responsável por determinar, por exemplo, quando o Safety Car é acionado durante uma corrida.

No caso do acidente de Bianchi, o principal questionamento é em relação ao tipo de veículo utilizado para remover o carro de Adrian Sutil, que havia escapado na mesma curva momentos antes. Afinal, foi com este veículo que o francês colidiu, na área de escape.

Outra questão é a necessidade de acionar o Safety Car toda vez que um veículo desse porte entra na pista para retirar outro carro. Atualmente, o procedimento é dar bandeiras amarelas duplas, significando que os pilotos devem diminuir a velocidade em determinado trecho da pista e estarem preparados para parar. Este procedimento foi adotado quando o carro de Sutil estava sendo retirado.

É esperado que o relatório inicial seja concluído antes do GP da Rússia, que acontece neste final de semana, em Sochi. Será a estreia da etapa.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias