Pressionados, dirigentes da FIA podem incluir Honda em nova regra

Japoneses falam em desfavorecimento e também querem descongelamento dos motores; negociação avança

Após uma reunião com dirigentes da McLaren e da Honda - parceiras em 2015 -, os chefes da Fórmula 1 debatem a possibilidade de alterar a regra dos motores. 
 
[publicidade]A empresa japonesa, que retorna às pistas da Fórmula 1 depois de seis anos, acredita que as mudanças estabelecidas para o descongelamento de motores da Ferrari, Mercedes e Renault são injustas. A intenção da Honda é também ter condições de promover ajustes em seus motores ao longo da temporada. 
 
Segundo membros da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), as negociações para que a McLaren se junte às rivais na questão do descongelamento dos motores têm apresentando progresso. "O encontro correu bem e estamos discutindo assuntos que surgiram", afirmou um porta-voz da FIA à BBC. 
 
Uma das alternativas para que a Honda não fique em desvantagem seria o repasse de 32 fichas aos engenheiros da construtura japonesa no momento da homologação do motor até 28 de fevereiro

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias