Primeira volta histórica de Ayrton Senna em Donington faz 20 anos

Sob chuva, brasileiro foi de quinto para a liderança em menos de uma volta na única vez que a categoria esteve na pista inglesa

Senna em Donington Park, sua 38ª vitória

Há 15 dias relembramos a grande exibição de Ayrton Senna no GP do Brasil em 1993, com o carro aquém das imbatíveis Williams FW15C de Damon Hill, e do piloto que o havia vetado no início do ano na equipe de Grove, Alain Prost.

Duas semanas depois, no GP da Europa em Donington Park, Senna faria mais. Após as sessões de classificação em pista seca, o brasileiro cravaria o quarto tempo.

Sem uma boa largada, Ayrton perderia o quarto posto para o austríaco Karl Wendlinger da Sauber. O recuperou logo em seguida, do futuro heptacampeão Michael Schumacher, na Benetton.

Na rápida curva Crainer, Senna botou por fora de Wendlinger e foi para terceiro. Logo em seguida, foi pra cima de Hill. Fez a ultrapassagem duas curvas adiante. Segundos depois, passando pelos “esses”, usou uma melhor saída da chicane para deixar Prost para trás.

Ainda restava uma curva. Após contorná-la, Ayrton fechou aquela considerada por muitos como a volta mais fantástica da história da F-1, em um GP que havia sido criticado por dois motivos: primeiro por ser em abril, início da primavera britânica e segundo por ter o traçado sinuoso, com poucos pontos de ultrapassagem.

Corroborando isso, esta foi a única prova realizada no circuito até hoje. Um fato curioso, foi que, durante a corrida, Ayrton entrou nos boxes e não trocou pneus. Sem que ninguém tenha entendido, Senna disse após a prova que fora um teste. Com a entrada dos pits antes da última curva, Ayrton queria saber se era possível ir mais rápido completando a volta nos boxes. E de fato, aquela foi a volta mais rápida da corrida.

Confira primeira volta...:

... e a corrida completa:

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias