Problemas com pneus e tráfego marcam meio para o final do pelotão

A partir de Kobayashi, 14º no grid de largada, apenas as Sauber falam em pontuar no GP da Europa

Kobayashi esteve nos pontos em todas as provas até agora, à exceção da Austrália

Alguns tiveram problemas com pneus, outros lamentaram terem perdido tempo nas sessões de treinos livres. Do meio para o final do pelotão, apenas as Sauber, que saem em 14º e 16º, falam em pontuar no GP da Europa.

Kamui Kobayashi, Sauber, 14º: “Foi muito complicado. Novamente tive problemas de aquecimento de pneus e, assim que ganhei aderência, os dianteiros superaqueceram. Estou confiante para a corrida. Meu objetivo é chegar aos pontos, como nas outras provas.”

Sergio Perez, Sauber, 16º: “Como as temperaturas estavam subindo, esperava ser alguns décimos mais rápido. No entanto, acho que amanhã será possível chegar aos pontos, que é minha meta.”

Sebastien Buemi, Toro Rosso, 17º: “No Q1, fiz uma volta muito boa, e estávamos à frente de nossos rivais. Depois, no Q2, esperamos muito tempo e, assim que planjávamos sair, a bandeira vermelha parou a sessão. No final, fiquei quatro posições para trás por perder dois décimos no último setor. Estou decepcionado.”

Jaime Alguersuari, Toro Rosso, 18º: “Foi uma sessão difícil para mim, e não me ajudou o fato de não ter participado da segunda sessão de treinos livres ontem. Por isso, tinha pouca informação sobre os pneus. Na minha primeira volta rápida, peguei muito tráfego e não consegui fazer tempo.”

Heikki Kovalainen, Lotus, 19º: “Para mim, foi uma performance muito boa. Ganhei tempo na minha segunda tentativa e, definivamente, tirei o máximo que podia do carro. Então, mesmo que a distância para os que estão à frente seja maior do que queríamos, estou satisfeito.”

Jarno Trulli, Lotus, 20º: “O tráfego teve um papel importante hoje. Em todos os lugares parecia haver alguém na minha trajetória de corrida, então estou muito desapontado. Tenho certeza de que tinha mais ritmo no carro.”

Timo Glock, Virgin, 21º: “Estou muito satisfeito com o jeito que as coisas estão até agora. A equipe do meu carro fez um trabalho incrível. Estive a três décimos de Trulli, minha volta foi boa e espero que possamos ter um boa corrida contra a Lotus amanhã.”

Jerome D’Ambrosio, Virgin, 23º: “Fiquei um pouco desapontado no final das contas. Tivemos um bom final de semana até a classificação, então algo quebrou na traseira. Pelo menos é melhor que aconteça hoje, porque ainda temos a oportunidade de fazer uma boa corrida.”

Vitantonio Liuzzi, Hispania, 22º: “Sabíamos que seria uma classificação difícil, porque nossos maiores rivais melhoraram. Mas temos que nos focar em amanhã. Será uma corrida dura, porque os pneus traseiros estão sofrendo nessas condições.”

Narain Karthikeyan, Hispania, 24º: “Não recuperei o tempo perdido ontem com o problema no câmbio. A estabilidade em freada de nosso carro não era a melhor, então estou um pouco preocupado com isso.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Jarno Trulli , Narain Karthikeyan , Heikki Kovalainen , Vitantonio Liuzzi , Timo Glock , Kamui Kobayashi , Jérôme d'Ambrosio , Sébastien Buemi , Sergio Perez , Jaime Alguersuari
Tipo de artigo Últimas notícias