Problemas no motor Honda fazem McLaren encerrar teste mais cedo

Depois de dar 32 voltas no período da manhã, Fernando Alonso teve um problema hidráulico em Jerez

Depois de finalmente conseguir dar sequências mais representativas de voltas no terceiro dia de testes da pré-temporada, a McLaren teve de encerrar suas atividades de pista três horas antes do final do treino devido a problemas relacionados à nova unidade de potência da Honda.

[publicidade] Com Fernando Alonso, o MP4-30 cumpriu 32 voltas no período da manhã em Jerez – foi a primeira vez que o carro, equipado com um motor inteiramente novo, ao contrário dos rivais, conseguiu dar mais de 10 voltas. Porém, quando o espanhol iniciaria sua primeira sequência de voltas da tarde, logo notou um problema.

“Tivemos uma perda de pressão do sistema de arrefecimento hidráulico. O problema foi prontamente observado por Fernando logo na volta de saída dos boxes – ele foi rápido em perceber”, escreveu a equipe em seu twitter. “Removemos a unidade de potência para inspeção.”

De acordo com a McLaren, como o processo de checagem da unidade de potência será longo, o problema encerra as atividades de pista desta terça-feira. “Podemos trocar esses componentes para amanhã”.

Nesta quarta-feira, Jenson Button assume o cockpit da McLaren para o último dia desta primeira rodada de testes. Os carros ainda irão para a pista oito dias antes da primeira etapa do campeonato, na Austrália, dia 15 de março.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias