Progresso do motor Mercedes é "assustador" para Red Bull

Chefe da equipe, Christian Horner classifica o progresso que a Mercedes alcançou com nova unidade foi impensável

Lewis Hamilton e Nico Rosberg receberam uma unidade de potência aprimorada para o final de semana do GP da Itália. A nova versão contém melhorias nos sete tokens disponíveis para serem modificados durante a temporada.

O potencial das alterações que foram feitas desenhadas para se adequarem o mais perfeitamente possível ao modelo de 2016, pôde ser percebido já no primeiro treino livre, quando as duas Mercedes não tiveram concorrentes nas pistas.

Mesmo que o final de semana de Rosberg tenha sido severamente prejudicado quando problemas no seu motor o obrigaram a voltar para a versão antiga, foi o suficiente para amedrontar o chefe de equipe da Red Bull:

“Pareceu assustador na sexta-feira, e depois eles tiveram algum tipo de problema com Rosberg porque pareceu que eles forçaram muito os motores”, disse Horner. “Mas o ritmo de sexta-feira pareceu muito significante, muito preocupante para nós. Eles estão em um capeonato próprio no momento.”

A visão de Horner sobre os concorrentes se mostra particularmente dolorosa para a Red Bull, na medida em que a equipe austríaca tentou negociar com a Mercedes para o fornecimento de motores em 2016. No entanto, as negociações falharam. O único caminho da Red Bull, agora, é negociar com a Ferrari para o próximo ano.

“Certamente durante o treino de classificação eles (a Ferrari) estavam mais perto do que a sexta-feira sugeria, mas depois, na corrida, nós vimos o ritmo de Lewis com um pneu duro desgastado. Foi sensacional”, disse Horner. “Eu acho que ele estava apenas controlando a vantagem durante o GP.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias